Franck Fife/AFP e Jorge Saenz/AP
Franck Fife/AFP e Jorge Saenz/AP

Rali Dacar tem acidente grave com piloto chinesa no primeiro dia

Guo Meiling capota o carro e acaba atingindo os espectadores 

Estadão Conteúdo

02 de janeiro de 2016 | 20h58

O que era para ser apenas uma festa se transformou em uma quase tragédia logo no primeiro dia do Rali Dacar, o mais tradicional rali do mundo, disputado em 2016 na Argentina e na Bolívia. Neste sábado, na etapa especial chamada de prólogo que começou na capital argentina Buenos Aires, a dupla chinesa liderada pela piloto Guo Meiling capotou o carro em curva perigosa na cidade de Arrecifes (nos arredores de Buenos Aires) e deixou pelo menos oito espectadores feridos.

Por causa do acidente, o prólogo - que define as posições para a largada oficial neste domingo - foi cancelado para os carros e caminhões. Motos e quadriciclos já haviam computados seus tempos nos 11 km cronometrados - a especial de Buenos Aires até a cidade de Rosário tem 346 km de distância.

No acidente, Guo Meiling perdeu o controle do seu veículo, um Mini Cooper, em uma curva perigosa e atropelou quem acompanhava a prova à beira da pista. Outros pilotos que passaram na sequência pelo local deram seus depoimentos às emissoras de TV que acompanharam o caso.

"Justo onde aconteceu o acidente não havia proteção. Há quatro ou cinco pessoas em estado grave. Não quis me aproximar muito para não atrapalhar a operação de resgate", contou o piloto Luis José Di Palma ao programa argentino de televisão Campeones.

Oito ambulâncias foram enviadas para o socorro dos feridos e os transferiram ao hospital Santa Francisca, em Arrecifes. Entre os atingidos, há menores de idade e uma mulher grávida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.