Rally do México surpreende pilotos

A maioria dos pilotos e equipes consideraram que o Rally do México - encerrado no domingo na cidade de Leon, a 380 km a noroeste da Cidade do México - foi mais difícil do que esperavam. Foram poucas as equipes que conseguiram evitar problemas mecânicos e a resistência dos carros fez a diferença a favor da Ford - que de forma surpreendente acabou fazendo a dobradinha, com o estoniano Markko Martin em primeiro e o belga Francois Duval em segundo.A prova - que tem percurso total de 1.040 quilômetros - passou a integrar este ano o calendário da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e a grande maioria dos pilotos correu alí pela primeira vez.Com a vitória em Leon, Martin colocou um fim na hegemonia do francês Sebastièn Loeb (Citroën) que havia vencido as duas etapas anteriores do Mundial - de Montecarlo e da Suécia. O francês começou o rali muito bem, vencendo a etapa de sexta-feira, mas teve problemas mecânicos no dia seguinte e foi obrigado a abandonar. O espanhol Carlos Sainz (Citröen) terminou a prova em terceiro e o campeão do ano passado, o norueguês Peter Solberg (Ford), foi o quarto colocado. Os finlandeses Mikko Hirvonen (Subaru) e Marcus Gronholm (Peugeot) fecharam na quinta e sexta posições, respectivamente. Com o resultado do México, Sebastien Loeb e Markko Märtin dividem a liderança do campeonato, ambos com 20 pontos.A próxima etapa do Mundial será disputada na Nova Zelândia - entre 16 e 18 de abril. Apenas uma das 16 etapas da temporada 2004 está prevista para a América do Sul. Entre os dias 11 e 13 de junho, equipes e pilotos se instalam em Córdoba, na Argentina (7ª etapa). O canal pago AXN mostra os principais momentos do Rally do México no próximo domingo, dia 21, a partir das 20 horas.

Agencia Estado,

16 de março de 2004 | 15h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.