Red Bull aposta em carro mais confiável na F1 para 2008

A Red Bull está certa de ter construídoum carro confiável que resolverá os problemas de abandono daequipe ao apresentar o novo RB4 no circuito espanhol de Jerez,nesta quarta-feira. A equipe de motores Renault, quinta colocada no Mundial deF1 do ano passado, após ter pontuado em apenas seis das 17provas, estabeleceu como metas para 2008 lutar regularmentepelo pódio e pressionar as principais escuderias da categoria. "Claro que você quer um carro rápido, mas é preciso queseja confiável", disse o piloto australiano Mark Webber arepórteres, após seu companheiro de equipe, o britânico DavidCoulthard, ter completado a primeira volta do novo modelo. "Veja todo o esforço que se faz para estar em um grandeprêmio, e se você quebra na volta 1 ou a duas voltas do final,o resultado é o mesmo", acrescentou Webber, que em 2007 foivítima de vários abandonos. "A Red Bull deve estar melhor este ano do que ano passado,porque não será muito difícil superar o que fizemos anopassado." O chefe da equipe, Christian Horner, viu progressossignificantes, apesar de novas regras estipulando que as caixasde câmbio devem durar até quatro corridas seguidas. Esse será osegundo ano da Red Bull com motores Renault, após o fim daparceira com a Ferrari. "Acho que grande parte dos problemas que nós tivemos anopassado com a área de transmissão eram decorrentes da mudançatardia de motor no fim de 2006", disse ele. Webber conseguiu o único pódio da equipe em 2007, umterceiro lugar em Nuerburgring, e chegou a ter a segundaposição no Japão até bater com Sebastian Vettel, da Toro Rosso. "Espero que nosso ponto de partida esteja em um nívelmelhor", disse o australiano. "Como a BMW mostrou ano passado,(começar forte) pode te empurrar por 70 por cento docampeonato." O chefe da área técnica, Adrian Newey, que projetou carroscampeões para Williams e McLaren no passado, comemorou oprogresso da equipe em comparação com o projeto do ano passado. "Estamos melhor organizados do que estávamos neste momentono ano passado, tivemos um ano para amadurecer e aprender comooperar um carro que é bem mais complexo do que a fábrica deMilton Keynes (da Red Bull) estava acostumada antes", disseele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.