Tolga Bozoglu/ EFE
Tolga Bozoglu/ EFE

Red Bull domina, e Hamilton revela problemas na Mercedes no 2º treino livre em Baku

Mexicano Sergio Pérez termina sessão na ponta, seguido do holandês Max Verstappen

Redação, Estadão Conteúdo

04 de junho de 2021 | 11h33

O britânico Lewis Hamilton revelou ter problemas em sua Mercedes durante a segunda sessão de treinos livres, nesta sexta-feira, em Baku, para o GP do Azerbaijão, a ser disputado no domingo. O sete vezes campeão mundial, em comunicação com o engenheiro, disse não ter potência no carro.

"Faça o que for preciso, mas não conseguirei ser mais rápido. Não sei de onde tirar tempo", disse Hamilton, apenas o 11º colocado (1min43s156) na sessão, que teve domínio da equipe Red Bull. O primeiro foi o mexicano Sergio Pérez (1min42s115), seguido muito de perto pelo holandês Max Verstappen (1min42s216), primeiro colocado na primeira sessão e atual líder do Mundial.

A Ferrari veio em seguida com seus dois carros. O espanhol Carlos Sainz foi o terceiro mais rápido (1min42s243), à frente do companheiro, o monegasco Charles Leclerc (1min42s436).

A boa novidade do treino foi a presença do espanhol Fernando Alonso, da Alpine, na sexta colocação (1min42s693), atrás do francês Pierre Gasly (1min42s534), da AlphaTauri. A Alfa Romeo surgiu na sétima colocação, com o italiano Antonio Giovinazzi (1min42s941), à frente do britânico Lando Norris, da McLaren (1min43s018).

A nona posição ficou para o francês Esteban Ocon, da Alpine (1min43s020), enquanto o décimo lugar foi para o japonês Yuki Tsunoda (1min43s130), da AlphaTauri. Confirmando o mau dia da Mercedes, o finlandês Valtteri Bottas marcou apenas o 16º tempo (1min44s184).

Os carros voltam para a pista neste sábado a partir das 6 horas (horário de Brasília) com o terceiro treino livre. A classificação está prevista para começar às 9 horas, mesmo horário para o início da corrida no domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.