Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Red Bull rebaixa Alexander Albon e contrata Sergio Pérez na Fórmula 1

Mexicano será o companheiro de equipe do holandês Max Verstappen em 2021

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de dezembro de 2020 | 12h23

Em bom momento no fim da temporada da Fórmula 1, o mexicano Sergio Pérez não ficará em carro para 2021. Nesta sexta-feira, o piloto foi anunciado como reforço da Red Bull. Ele vai substituir o tailandês Alexander Albon e formará dupla com o holandês Max Verstappen. O contrato inicial é de apenas um ano.

Pérez estava sem assento na F-1 para o próximo ano porque não conseguiu renovar seu vínculo com a Racing Point. O time, que passará a ser chamado de Aston Martin a partir de 2021, decidiu apostar na experiência do alemão Sebastian Vettel, dono de quatro títulos mundiais. 

Para conseguir esta vaga na Red Bull, Pérez contou com sua grande performance no GP de Sakhir, no Bahrein, no mês passado. O piloto de 30 anos conquistara sua primeira vitória na F-1 ao exibir desempenho sólido na pista, mesmo sem contar com um grande carro.

"Após avaliarmos todos os dados e performances relevantes, decidimos que Sergio é o piloto certo para formar dupla com Max e estamos ansioso para recebê-lo na Red Bull", afirmou Christian Horner, chefe da equipe nesta sexta-feira. 

O dirigente também afirmou que Albon será mantido no time, porém com novas funções. A partir de 2021, ele será piloto reserva e de testes, visando o desenvolvimento do modelo 2022, quando os carros da F-1 passarão por mudanças bruscas. 

Pérez completou neste ano dez temporadas seguidas como piloto da F-1. Vindo da Academia da Ferrari, o mexicano começou sua trajetória na categoria na Sauber. Depois ganhou chance na McLaren, mas ficou apenas um ano, sem brilho. Em seguida, defendeu a Force India, que mudou seu nome para Racing Point. Foram 191 largadas e dez pódios até agora na F-1. 

"A chance de correr num campeonato por uma equipe que briga pelo título é algo que estou esperando desde que entrei na F-1. E será um momento de orgulho poder entrar no grid com as cores da Red Bull", disse o piloto mexicano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.