Renault abre processo na França contra Nelson e Nelsinho Piquet

A Renault abriu um processo criminal contra o piloto Nelsinho Piquet e seu pai, o tricampeão mundial Nelson Piquet, por acusarem a equipe de fraudar o resultado de uma corrida de Fórmula 1 pedindo que o brasileiro batesse o carro, informou o time francês nesta sexta-feira.

REUTERS

11 de setembro de 2009 | 07h54

"A ING Renault F1 Team e seu diretor-gerente Flavio Briatore querem anunciar que iniciaram procedimentos criminais contra Nelson Piquet Junior e Nelson Piquet na França", disseram em comunicado.

O texto acusa os brasileiros de "falsas acusações e de uma tentativa de chantagem para que Nelson Piquet Jr pilotasse pela Renault durante o resto da temporada de 2009".

Nelsinho parou de correr pela Renault em agosto.

(Reportagem de Alan Baldwin)

Tudo o que sabemos sobre:
FIRENAULTPIQUET*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.