Caren Firouz/Reuters
Caren Firouz/Reuters

Renault afirma que meta é superar a Mercedes

Com boas provas de Kubica, escuderia francesa pretende assumir 4.º lugar no Mundial de Construtores

AE, Agência Estado

12 de abril de 2010 | 12h47

Os bons resultados de Robert Kubica nas três primeiras provas da Fórmula 1 em 2010 deixaram a Renault empolgada para a sequência da temporada. James Allison, diretor-técnico da equipe, afirmou nesta segunda-feira que a meta da equipe é superar a Mercedes.

Nesse momento, a equipe francesa está em quinto lugar no Mundial de Construtores, com 30 pontos, 14 atrás da Mercedes. "Eu penso que nós podemos, porque no momento eles estão à frente de nós em ritmo de qualificação, enquanto que tivemos um ritmo de corrida bom na Malásia", avaliou Allison.

O dirigente avisou que o R30 terá atualizações para o GP da China, que devem torná-lo mais competitivo. "Embora não seja o suficiente para chegar à frente da Mercedes no treino de qualificação, deve nos aproximar mais. E se passarmos eles no início da corrida, estou confiante de que teremos o ritmo para ficar à frente", disse.

Alisson também destacou o desempenho de Kubica. O piloto polonês ficou em segundo lugar no GP da Austrália, já somou 30 pontos e está em sétimo lugar no Mundial de Pilotos. "Eu acho que nós conseguimos tanto quanto nós poderíamos ter esperado porque os nossos resultado ultrapassaram o atual nível de competitividade do carro", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.