Renault desmente interesse em Ralf

Este ano começou cedo a temporada de especulações na Fórmula 1. Nem bem o campeonato teve início e a imprensa alemã já colocou Ralf Schumacher, atual piloto da Williams, na Renault em 2005. Nesta terça-feira, tanto o diretor-geral da Renault, Flavio Briatore, como o empresário do piloto, Willi Weber, desmentiram a história.A notícia da transferência de Ralf para a Renault foi publicada segunda-feira pelo diário alemão Bild. Havia até uma declaração de Willi Weber. "Nós entramos em acordo com Flavio Briatore em todos os pontos importantes. Firmar um contrato agora é mera formalidade??, teria dito o empresário.O jornal tornou-se uma espécie de porta-voz dos Schumachers e, como Ralf tem dificuldade para renovar com a Williams (Patrick Head já avisou que, se o piloto não aceitar reduzir bastante seu salário atual, de cerca de US$ 18 milhões/ano, será descartado), a notícia de sua transferência - ainda não assinada - poderia ajudar nas conversas com a equipe.Só que, aparentemente, não ajudou. "A história (publicada pelo Bild) é pura invenção??, afirmou Weber nesta terça. "Encontrei com Willi em Melbourne. Somos amigos. Mas não discutimos a possibilidade de Ralf correr na Renault??, acrescentou Briatore.Treinos - Nesta terça, três pilotos de testes treinaram em Valência. Pedro de la Rosa, da McLaren, foi o mais rápido (1m10s124 em 81 voltas), seguido por Luca Badoer, da Ferrari (1m10s151, 88), e pelo britânico Anthony Davidson, da BAR (1m10s740, 127).

Agencia Estado,

09 de março de 2004 | 10h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.