Renault diz que pneus serão fundamentais em Mônaco

A Renault é uma das surpresas desta temporada na Fórmula 1. Quarta colocada no Mundial de Construtores, a equipe fica atrás apenas das poderosas Red Bull, McLaren e Ferrari, que ocupam, respectivamente, as três primeiras posições. Para o GP de Mônaco, no próximo domingo, a escuderia espera manter o bom momento e, para isso, sabe que dependerá do bom rendimento com os pneus macios.

AE, Agência Estado

24 de maio de 2011 | 13h03

"Estaremos usando os pneus mais macios da Pirelli nesta corrida, e isso será um fator chave. Será interessante ver o quanto e como isso melhorará a performance, porque os pneus Pirelli trabalham muito diferentemente dos Bridgestone que usávamos antes", apontou um dos pilotos da Renault, o alemão Nick Heidfeld.

No GP da Espanha, no último domingo, a Renault não conseguiu um bom desempenho, com Heidfeld ficando na oitava colocação e seu companheiro, o russo Vitaly Petrov, terminando apenas na 11ª posição. Agora, em Mônaco, o chefe da equipe, Eric Boullier, admite que a estratégia para troca dos pneus será essencial.

"Historicamente nossos carros têm bom desempenho em Mônaco e eu acho que nosso carro pode ir bem de novo dessa vez. A estratégia dos pneus será muito complicada, mas sabemos que temos condições de realizá-la com êxito, então vamos ver o que acontecerá", declarou Boullier.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP de MônacoRenault

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.