Renault diz que pode ir ao pódio no GP de Cingapura

Eric Boullier, chefe da equipe francesa, está confiante nas atuações de Kubika e Petrov no próximo circuito

AE, Agência Estado

13 de setembro de 2010 | 15h06

A Renault garante que o desempenho apagado no GP da Itália, quando Robert Kubica ficou em oitavo lugar e Vitaly Petrov não pontuou, não voltará a se repetir no GP de Cingapura. Eric Boullier, chefe da equipe francesa, prometeu que irá lutar pelo pódio na próxima corrida da Fórmula 1, assim como ocorreu no GP da Bélgica, quando o piloto polonês terminou na terceira colocação.

"Se eu pegar todo o pacote que temos agora em uma configuração de alta força aerodinâmica, as coisas parecem promissoras. Nosso duto está funcionando muito bem, o nosso assoalho está funcionando muito bem e agora definitivamente em uma pista de desenho tradicional, como Cingapura ou Japão, que estão vindo, nós devemos estar em uma posição muito melhor, e eu não ficaria surpreso se tivéssemos na mesma forma de Spa", disse, ao site da revista inglesa Autosport.

Boullier lamentou apenas que Petrov não tenha conseguido pontuar em Monza. "Francamente, na Itália não estávamos à espera de estar na mesma forma de Spa, mas o sonho de ter dois carros nos pontos foi talvez um pouco ambicioso. Teria sido uma boa semana aqui se pudéssemos ter feito isso, mas infelizmente isso não aconteceu dessa forma", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1RenautlEric Boullier

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.