Renault elogia Nelsinho Piquet, que ainda não marcou pontos

O estreante brasileiro Nelsinho Piquetrecebeu forte apoio da Renault, sua equipe na Fórmula 1, noGrande Prêmio do Barein, disputado neste domingo, apesar de eleter terminado apenas uma de suas três corridas até então e semmarcar pontos. "Eu acho que ele está tendo um começo muito bom", disse ochefe dos engenheiros Pat Symonds aos repórteres, em Sakhir."Está sendo difícil, mas isso serve apenas para enfatizar oquão bom ele vem sendo", afirmou. "Antes do início da temporada, muitas pessoas imaginavamcomo as coisas iriam e quando ele teve um Grande Prêmio daAustrália muito difícil, isso acabou servindo para que focoficasse nessa história de 'Será que tudo vai dar errado?"' "Mas ele reagiu muito bem na Malásia e foi extremamenteforte aqui. Eu sei que ultimamente (seu companheiro de equipe)Fernando (Alonso) o vem superando, mas não há nada de que seenvergonhar", acrescentou o britânico. "Nos treinos, Nelson estava fazendo um ótimo trabalho nodesenvolvimento do carro e ficando realmente envolvido comisso, então eu estou bem satisfeito com o começo deste ano,além do que, acho que nós como equipe estamos deixando um poucoa desejar para ele." Nelsinho, o filho do tricampeão que tem o mesmo nome, foicontratado pela Renault após passar um ano como piloto detestes da equipe. Enquanto o espanhol Alonso, bicampeão do mundo que volta àequipe após passar um ano na McLaren, terminou as três corridasdo ano entre os 10 melhores e marcou pontos em duas delas,Piquet tem apenas uma 11a posição como crédito. Ele rodou em um trecho da pista coberto por óleo logo nocomeço da corrida e então abandonou a disputa com um problemana caixa de marchas logo após ter feito seu segundo pitstop. "O resultado não foi aquele que queríamos, mas eu conseguiaprender bastante mais uma vez neste fim de semana e isso é oque preciso continuar fazendo", disse Nelsinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.