Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Renault ?larga na frente? na 5ª feira

A equipe Renault, com os pilotos Fernando Alonso e Giancarlo Fisichella, apresenta-se em Melbourne com o carro mais competitivo para a primeira corrida de F-1 da temporada. Pelo horário brasileiro, os primeiros treinos livres serão das 21h às 22h da quinta-feira; a primeira classificação às 23h de sexta-feira e a segunda às 20h de sábado, com o GP da Austrália na seqüência, à meia-noite de sábado.Nesta semana, o box da Sauber tem tudo para ser dos mais movimentados, com a notícia de que a equipe pode ser vendida para a BMW, possibilidade levantada pelo "Welt am Sonntag" de ontem. De acordo com jornal alemão, a montadora - que fornece motores para a Williams, com contrato até 2009 - estuda comprar a equipe suíça, do piloto brasileiro Felipe Massa.O interesse nasceu a partir de negociações entre BMW e Sauber para fornecimento de propulsores a partir da próxima temporada - o acordo da equipe com a Ferrari termina este ano.O jornal garante que Max Mosley, presidente da Federação Internacional de Automobilismo, estaria inclinado a concordar com a negociação. Outro indício é Peter Sauber ter afirmado que só venderia sua equipe para uma montadora.A Ferrari teve de adiar para esta terça-feira a estréia do F2005, que só irá utilizar a partir do GP da Espanha, quinta etapa da temporada. A neve e o gelo na pista de Mugello ontem impediram a saída do carro. O piloto de testes Lucas Badoer deu hoje suas primeiras voltas com o novo modelo, em uma sessão de treinos a portas fechadas, sem tempo revelado.A Toyota/2004 apareceu na pista japonesa de Monte Fuji, de propriedade da fábrica, com o piloto Ralf Schumacher, que deu voltas no circuito. A exibição foi pela reabertura do autódromo, que nos anos 70 recebeu GPs de F-1. A intenção da Toyota é levar a F-1 de volta para seu circuito, tirando-a de Suzuka, sob domínio da Honda.De novidade também, o colombiano Juan Pablo Montoya, agora na McLaren, admitiu que não é o melhor piloto da F-1, como declarou várias vezes nos últimos anos. "Posso ser tão veloz quanto a maioria, mas isso não quer dizer que seja o mais rápido de todos", disse ontem, para quem será preciso "cuidar melhor do carro" nesta temporada, por causa das novas regras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.