Mark Baker/AP
Mark Baker/AP

Renault perde patrocinadores após escândalo com Nelsinho

ING e Mutua Madrileña retiram investimentos na equipe; saídas podem causar crise financeira

REUTERS

24 de setembro de 2009 | 20h44

LONDRES - A equipe Renault de Fórmula 1 sofreu novas consequências do escândalo envolvendo o piloto brasileiro Nelsinho Piquet nesta quinta-feira, quando os patrocinadores ING e Mutua Madrileña encerraram seus contratos com o time de maneira imediata.

 

Veja também:

linkAlonso diz que já decidiu futuro e aumenta especulações

F-1 2009 - tabela Classificação | especialCalendário

especialESPECIAL - jogue o Desafio dos Pilotos

blog BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

A ING, grupo financeiro holandês que fornecia uma fatia significativa do orçamento da escuderia, já planejava se retirar no fim da temporada como parte de um programa de corte de despesas.

A empresa declarou que decidiu se retirar quatro provas antes do fim da temporada depois que a Renault recebeu uma suspensão simbólica da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) nesta semana.

A seguradora espanhola Mutua Madrileña anunciou no início desta quinta-feira ter retirado seu patrocínio da equipe por razões semelhantes, mas disse que a decisão não afetará seu contrato com o bicampeão espanhol Fernando Alonso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.