Arquivo/AE
Arquivo/AE

Renault pode começar testes da F-1 sem segundo piloto

Dirigente da Renault sonda Nick Heidfeld para correr ao lado do polonês Kubica, nesta temporada

AE, Agencia Estado

20 de janeiro de 2010 | 10h39

Os testes de pré-temporada da Fórmula 1 começam no dia 1º de fevereiro, em Valência, na Espanha. E a Renault, que ainda não anunciou quem será o companheiro de Robert Kubica, pode começar as atividades apenas com o polonês, sem ter um segundo piloto.

"Ainda não decidimos quem será o companheiro de Kubica. Estamos olhando vários pilotos no mercado, sendo dois deles mais experientes e dois jovens. Queremos tomar uma decisão antes dos testes. Se não acontecer, Robert começará os trabalhos sozinho", disse Eric Boullier, novo chefe da escuderia francesa.

O dirigente admitiu que um dos pilotos experientes que tem em vista é o alemão Nick Heidfeld, que trabalhou com Robert Kubica na BMW. "Seria mentira se eu dissesse que ele não é uma das opções. Ele já passou muitos anos trabalhando com Robert, e ainda temos de avaliar esse ponto. Mas ele está na lista", disse Boullier.

Entre os outros candidatos à vaga estão o russo Vitaly Petrov - que destacou-se na GP2 em 2009 e tem bons patrocinadores -, e o chinês Ho Ping Tung, de pouca expressão no automobilismo internacional, mas bem relacionado com pessoas ligadas à nova direção da Renault.

Além da vaga na Renault, a Fórmula 1 tem quatro cockpits disponíveis para 2010 - um na Campos, dois na US F1, e outro na Toro Rosso, que ainda não confirmou o espanhol Jaime Alguersuari.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1RenaultRobert Kubica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.