Renault se diz prejudicada por troca de pneu

A mudança da Fórmula 1 para um único fornecedor de pneus (Bridgestone) prejudicou mais a atual campeã Renault do que qualquer outra equipe, disse o chefe da escuderia, Flávio Briatore, após o Grande Prêmio da Austrália, que abriu no último domingo a temporada.A Renault, vencedora em Melbourne nos dois últimos anos com a Michelin, marcou somente quatro pontos na corrida vencida pelo finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, que superou a do McLaren do espanhol Fernando Alonso, ex-Renault."Sabemos que estamos atrás", disse Briatore. "Temos um problema porque quando colocamos os pneus da Bridgestone no carro de 2006, imediatamente a McLaren foi mais rápida que a gente. Nosso carro era muito bem equilibrado com os Michelin. Com certeza, fomos os mais prejudicados", acrescentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.