Zak Mauger/Fórmula 2
Zak Mauger/Fórmula 2

Reserva da McLaren, Sérgio Sette Câmara exalta nova equipe na Fórmula 2

Piloto brasileiro vai acumular funções na próxima temporada

O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2018 | 16h32

O brasileiro Sérgio Sette Câmara exaltou nesta sexta-feira a sua nova equipe na Fórmula 2. No fim de novembro, o piloto brasileiro acertou com a francesa DAMS para disputar sua terceira temporada principal categoria de acesso à Fórmula 1.

"A equipe é extremamente bem preparada, o que pude ver quando participei dos testes em Abu Dabi. Ao longo de minha carreira, a DAMS tem sido sempre uma referência na Fórmula 2 - e, antes disso, na GP2. Eles têm tido muito sucesso nas diversas categorias nas quais têm competido", disse Sette Câmara, em declarações publicadas pelo site da F-2.

Em sua terceira temporada seguida na F-2, o brasileiro pilotará pela terceira equipe diferente. Em 2017, quando correu pela MP Motorsport, o brasileiro venceu uma corrida - em Spa-Francorchamps, na Bélgica - e terminou o ano como o 12º colocado. Em 2018, pela Carlin, foi o sexto depois de oito pódios e uma pole na etapa da Hungria.

"Já conheço muito dos integrantes da equipe, especialmente do departamento de F-2, que tem me deixado muito à vontade. É muito satisfatório quando você vai para uma equipe e se sente bem-vindo. Estou ansioso por 2019 e acredito que teremos uma excelente temporada", completou.

Na DAMS, o brasileiro vai substituir o tailandês Alexander Albon, que assinou com a Toro Rosso para a próxima temporada da Fórmula 1. Seu companheiro na equipe francesa será o canadense Nicholas Latifi, que está na escuderia desde 2016.

O francês Jean-Paul Driot, um dos fundadores da DAMS, também se mostrou satisfeito com a dupla que contará em 2019. "Estamos muito felizes por termos um time tão forte para a temporada 2019 da Fórmula 2. Estamos animados por termos Sérgio a bordo. Temos acompanhado seu trabalho por muitos anos, e ele demonstrou em 2018 uma velocidade impressionante, com muitos pódios", disse o francês.

Em 2019, Sette Câmara vai dividir suas atenções entre a função de titular da DAMS na F-2 e o trabalho como piloto de testes e desenvolvimento da McLaren na F-1, seu maior objetivo na carreira. O brasileiro, contudo, já avisou que o seu foco em 2019 estará na categoria de acesso.

Em sua terceira temporada na F-2, o piloto sonha com o título e quer ao menos uma vaga entre os três primeiros colocados ao fim do campeonato para obter a chamada superlicença, exigência da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), para poder se tornar titular na F-1.

Em recente entrevista ao Estado, ele afirmou que pretende aproveitar este terceiro ano na F-2 também para ganhar maior experiência. Neste ano, Sette Câmara exibiu boa performance com a Carlin e terminou em sexto mesmo perdendo duas corridas, na etapa de Mônaco, em razão de um acidente que até causou uma lesão na mão direita, já recuperada.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Sérgio Sette Câmaraautomobilismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.