Resultado na Áustria decepciona pilotos da Red Bull

Vettel é apenas o quinto colocado no Mundial de Pilotos

Agência Estado

22 de junho de 2014 | 17h48

A temporada não tem sido boa para o atual tetracampeão mundial de Fórmula 1 Sebastian Vettel. O alemão da Red Bull abandonou uma corrida pela terceira vez este ano em Spielberg, na Áustria. Com oito GPs disputados, Vettel é o quinto colocado entre os pilotos, com 60 pontos, a 105 do líder Nico Rosberg e a 23 do seu colega de equipe, o australiano Daniel Ricciardo, o terceiro colocado.

O piloto explicou que poderia ter levado o carro até o final da prova, mas que preferiu poupar "algumas milhas de rodagem" e parou na 35.ª volta, cinco depois de ter feito um "pit stop" para trocar a asa dianteira depois de um toque no mexicano Esteban Gutiérrez. "Nossa esperança era um ''safety car'', que não veio. Obviamente, tem sido um começo de temporada com problemas, mas faz parte do jogo", revelou.

Vettel teve dificuldades já na primeira volta, o que acabou incapacitando a luta por melhores resultados. "Não é fácil dizer que tenho me acostumado com os problemas, mas têm acontecido com frequência e eu estava mais calmo desta vez. Depois, o carro melhorou e eu mantive um bom ritmo com os pneus macios, mas estávamos uma volta atrás dos líderes e decidimos poupar o carro", disse.

O australiano Daniel Ricciardo, companheiro de equipe de Vettel desde início do ano, teve melhor sorte e conquistou a oitava posição. No entanto, o piloto não se mostrou satisfeito com o resultado após ter largado em quinto. "A corrida deste domingo foi frustrante. Nunca é bom perder posições na largada, mas Kevin (Magnussen) fez uma melhor largada por dentro. Fiquei frustrado comigo mesmo, e a partir daquele ponto tentamos forçar e alcançar os outros, mas não tínhamos muita velocidade. Só conseguimos ultrapassar a Force India no final", analisou.

A manobra da última volta animou Ricciardo, mas nem assim mudou sua avaliação negativa do fim de semana. "Com exceção da ultrapassagem, não foi uma boa prova para nós. Temos muito trabalho pela frente", admitiu o australiano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.