Resultados decepcionam brasileiros no rali

O espanhol Nani Roma, nas motos, os franceses Stéphane Peterhansel e Jean-Paul Cottret, nos carros, e os russos Vladimir Tchaguine, Semion Yakubov e Serguei Savostin, nos caminhões, foram os campeões da 26ª edição do rali mais famoso do mundo, o Paris-Dacar, que terminou neste domingo. Apesar do bom desempenho durante a competição, a equipe brasileira volta com resultados abaixo das expectativas.Desde o início da disputa, os brasileiros vinham cumprindo suas metas de classificação, exceto o piloto Jean Azevedo, nas motos, prejudicado por dores no ombro direito. Enquanto ele lutou para apenas terminar o rali, Klever Kolber e Lourival Roldan conseguiram figurar entre os dez primeiros colocados com um carro inferior aos principais competidores. Nos caminhões, André Azevedo e seus companheiros checos Tomas Tomecek e Mira Martinec brigaram sempre pela liderança da categoria.Mas, a antepenúltima etapa, no deserto da Mauritânia, acarretou problemas para todos os veículos da equipe brasileira e tirou a possibilidade de obtenção de melhores resultados em relação à edições anteriores do rali. Com tantos obstáculos, Jean Azevedo terminou em 14º lugar e André Azevedo foi o 6º. Já Klever e Roldan foram os únicos que conseguiram uma marca melhor do que a do ano passado: ficaram na 11ª posição."Estamos acostumados a voltar para o Brasil com bons resultados e a falta de pódio nos deixa frustrados", disse Klever Kolberg, após 18 dias de competição. "Poderíamos estar comemorando por todos terem completado o rali esta ano, que foi um dos mais difíceis, mas sempre queremos melhorar a nossa performance." Frustração dos brasileiros, alegria de espanhóis, franceses e russos. Roma entrou para a história da competição ao conquistar o primeiro título para a Espanha nas motos. Já Peterhansel, nos carros, passou a ser o piloto mais premiado do rali, ao se sagrar campeão em duas categorias diferentes do Paris-Dacar (por seis vezes foi o primeiro nas motos). E, com o título deste domingo, Tchaguine chegou ao bicampeonato nos caminhões."Tive que esperar seis anos por esta vitória. No ano passado estive tão perto", comemorou Peterhansel. Em 2003, ele foi o terceiro colocado nos carros. "Agora vencemos." Na etapa deste domingo, de apenas 27 km cronometrados, entre o Lago Rosa e a praia de Dacar, os vencedores foram Cyril Despres, nas motos, Colin McRae eTina Thorner, nos carros, Hans Stacey/Toon Van Genugten/Eddy Chevaillier, nos caminhões. Já Jean Azevedo fez o 11º tempo do dia, a dupla Kolberg/Roldan terminou em 55º e André Azevedo foi o 6º colocado.

Agencia Estado,

18 de janeiro de 2004 | 18h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.