Reunião entre FIA e Fota pela F-1 termina sem acordo

Problema: nenhuma das partes tinha novas propostas para as regras da temporada 2010, só críticas

EFE

16 de junho de 2009 | 09h50

PARIS - A reunião realizada nesta segunda-feira por analistas financeiros da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e da Associação de Equipes da Fórmula 1 (Fota) terminou sem acordo, porque os últimos não possuem uma proposta para discutir a normativa financeira de 2010.

Veja também:

linkPresidente da Ferrari afirma que novas regras vão arruinar F-1

linkFIA suspeita que parte das escuderias da F-1 não quer acordo

linkFota diz que não irá responder a acusações da FIA

Como tinha sido acertado na reunião da sexta-feira passada, os representantes financeiros das duas entidades tiveram na segunda-feira um encontro em Londres, mas como não haviam propostas não foi possível comparar as normas da FIA com as da Fota, para encontrar um ponto de acordo.

Os dois lados decidiram então discutir as propostas, mas ficou claro que a Fota não seria capaz de limitar as despesas de uma equipe e outra disputa financeira seria inevitável, segundo a FIA.

A FIA assinalou em seu comunicado sobre esta reunião que o regulamento financeiro que limita o orçamento das equipes de Fórmula 1 a 47 milhões de euros (R$ 127 milhões) para a próxima temporada continua em vigor.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FIAFota

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.