Revista elege Senna o maior do século

Passa o tempo, e o mito Ayrton Senna continua mais forte. O ídolo brasileiro, morto em 1994, foi escolhido pela revista italiana Autosprint como o melhor piloto da história da Fórmula 1. A vitória veio por voto popular e o prêmio será entregue em festa marcada para a cidade de Bolonha, no sábado à noite. Viviane Senna receberá o troféu Capacete de Ouro - até hoje uma das principais homenagens póstumas para seu irmão.O ?Casco d?oro? (Capacete de Ouro) existe há muito tempo e se transformou numa espécie de ?Oscar? do automobilismo internacional. A publicação regularmente premia os destaques do ano em todas as categorias. A principal delas é a F-1. Em 2001, mais uma vez o vencedor foi Michel Schumacher, piloto alemão da Ferrari que conquistou o quarto título mundial de sua carreira. A Autosprint também reserva condecorações menores para pilotos italianos.Neste ano, haverá dois troféus extras. O francês Jean Alesi, durante muito tempo o número 1 da Ferrari, terá um Capacete de Ouro especial "pelo conjunto da obra". O de Senna é especial, pois o coloca como o "melhor do século", pelo menos na avaliação dos leitores da revista. O brasileiro recebeu 3.109 votos, contra 2.220 indicações para Schumacher. O terceiro lugar ficou para o inglês Nigel Mansell, com 390 referências.Senna havia conquistado três vezes o Capacete de Ouro, pelos títulos de 89, 90 e 91. Também levou dois de prata, pelo segundo lugar nas temporadas de 89 e 93. E, em sua galeria, há também um de bronze, com a terceira colocação em 87. A escolha mais recente é também demonstração de que a Itália era um dos países em que Senna tinha maior número de fãs - como no Brasil e no Japão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.