Wolfgang Rattay / Reuters
Wolfgang Rattay / Reuters

Ricciardo deixará Red Bull e irá para a Renault na próxima temporada

Piloto australiano ficou por quatro anos na equipe; substituto ainda não foi anunciado

ANSA

03 Agosto 2018 | 09h53

Na primeira semana das "férias de verão" da Fórmula 1 - tradicional período de descanso da categoria no mês de agosto -, o australiano Daniel Ricciardo anunciou nesta sexta-feira que mudará de equipe na temporada de 2019. O piloto de 29 anos revelou que deixará a Red Bull para assinar um contrato de dois anos com a Renault. As duas escuderias já confirmaram a mudança.

Com sete vitórias e 29 pódios em sua carreira na Fórmula 1, Daniel Ricciardo já está muito familiarizado com a Renault, pois pilotou pela equipe júnior entre 2007 e 2011 e utiliza os motores Renault na Fórmula 1 desde 2014. "Foi provavelmente uma das decisões mais difíceis de tomar na minha carreira. Mas eu pensei que era hora de eu enfrentar um novo desafio", disse o australiano.

"Eu percebo que há muito pela frente, a fim de permitir que a Renault alcance seu objetivo de competir no mais alto nível. Mas fiquei impressionando com o progresso em apenas dois anos e sei que cada vez que a Renault participa de um esporte ela acaba ganhando. Espero poder ajudá-los nesta jornada e contribuir para trilhar esse caminho", completou o piloto.

Daniel Ricciardo está na Red Bull desde 2014 e no programa de desenvolvimento da equipe austríaca desde 2008. Ele passou as últimas semanas em negociações para renovar o seu contrato e tudo parecia bem encaminhado. Mas coisas mudaram de rumo e o australiano resolveu aceitar a proposta da escuderia francesa.

Christian Horner, diretor da Red Bull, se pronunciou através das redes sociais da escuderia e confirmou que foi o australiano que tomou a iniciativa da mudança. "Respeitamos totalmente a decisão do Daniel em deixar a Red Bull e desejamos tudo de melhor para o seu futuro. Gostaria de lhe agradecer pela sua dedicação e pelo papel que ele desempenhou desde que se juntou à equipe, em 2014. O ponto alto, claro, foram as sete vitórias e os 29 pódios que conquistou conosco", afirmou.

Depois do anúncio da Red Bull, a Renault não perdeu tempo e informou em suas redes sociais que Daniel Ricciardo assinou um contrato válido para as próximas duas temporadas. Na equipe francesa, o australiano terá o alemão Nico Hülkenberg como seu companheiro.

Já a Red Bull não quis adiantar se já há um substituto para Daniel Ricciardo. Christian Horner disse que o foco ainda está na temporada de 2018. "Vamos agora continuar a avaliar as inúmeras opções disponíveis antes de decidirmos o parceiro de (holandês) Max Verstappen para a temporada de 2019. Enquanto isso, ainda restam nove corridas em 2018 e estamos totalmente focados em maximizar todas as oportunidades para Max e Daniel pelo restante da temporada".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.