Ricciardo volta a superar Mercedes e vence a 3ª no ano

Australiano da Red Bull é único piloto do grid a derrotar pilotos da equipe alemã, líder do campeonato, na temporada

Estadão Conteúdo

24 de agosto de 2014 | 10h53

O australiano Daniel Ricciardo voltou a desbancar a Mercedes neste domingo. O piloto da Red Bull deixou o alemão Nico Rosberg para trás e venceu o GP da Bélgica, no tradicional Circuito de Spa-Francorchamps, marcando seu terceiro triunfo na temporada 2014 da Fórmula 1. O finlandês Valtteri Bottas, companheiro de Felipe Massa na Williams, completou o pódio. O brasileiro, com problemas no carro, foi apenas o 13º colocado.

Com mais esta vitória, a segunda consecutiva, Ricciardo se mantém como o único piloto a vencer corridas nesta temporada além da Mercedes. Apesar disso, o australiano segue distante dos líderes do campeonato. Com 156 pontos, está atrás do líder Rosberg, agora com 220. O inglês Lewis Hamilton, segundo colocado geral, segue com 191 pontos.

Hamilton e Rosberg protagonizaram novamente novo duelo na pista, cada vez mais quente nesta temporada. Desta vez, o alemão acertou o companheiro e furou um pneu que empurrou o inglês para o pelotão do fundo. Sem conseguir reagir e com limitações em seu carro, Hamilton acabou desistindo da corrida faltando apenas quatro voltas para a bandeirada. O novo atrito deve aumentar o clima tenso dentro da Mercedes.

Massa, por sua vez, enfrentou novo problema em sua Williams. Uma peça atravessou o assoalho e passou a arrastar na pista, comprometendo sua velocidade e atrasando sua evolução na corrida. Somente na última parada a equipe pôde remover a peça, o que já era tarde para a reação do brasileiro. 

A CORRIDA - O GP da Bélgica começou antes mesmo da largada neste domingo. Antes da volta de apresentação, Fernando Alonso teve problemas com sua Ferrari e os mecânicos acabaram permanecendo na pista mesmo depois da saída dos carros. A ação da equipe, irregular, poderia render uma largada dos boxes, mas Alonso acabou levando apenas uma punição de cinco segundos durante a prova.

Na largada, porém, o espanhol saiu normalmente, mas foi completamente ofuscado pela disputa envolvendo os carros da Mercedes e Vettel. Líder do campeonato, Rosberg largou mal e perdeu posição para Hamilton e para o piloto da Red Bull. Vettel acabou cometendo erro na sequência e viu Rosberg recuperar o segundo posto.

Sem Vettel no meio, o líder do Mundial foi para cima de Hamilton e a dupla protagonizou mais um episódio do confronto polêmico que vem concentrando as atenções do campeonato. Ao tentar passar o inglês, o alemão acertou de leve o carro do companheiro e furou seu pneu traseiro esquerdo. Também sofreu um dano na própria asa dianteira.

O toque na segunda volta praticamente acabou com a corrida de Hamilton, que foi para o pelotão traseiro após fazer a troca do pneu furado e colocar compostos médios. Ele mal conseguiu sair do 19º lugar nas primeiras voltas e, pelo rádio, cogitou desistir da prova, por não apresentar bom rendimento. Acabou parando nos boxes na 40ª volta, faltando apenas quatro para o fim, quando ainda estava em 16º.

Enquanto Hamilton sofria lá trás, Rosberg fez sua primeira parada na 9ª volta e aproveitou a chance para trocar a asa e também colocar pneus médios. Daí em diante o alemão iniciou sua escalada rumo às primeiras posições. Nem mesmo a segunda parada para troca de pneus impediu sua ascensão.

Na ponta, Vettel voltou a cometer erro e Ricciardo fez a ultrapassagem, alcançando a liderança. Os dois eram seguidos de perto por Kimi Raikkonen, da Ferrari, e Valtteri Bottas, da Williams. Alonso chegou a entrar na briga, mas a punição de cinco segundos o afastou da briga pela ponta.

No pelotão intermediário, Felipe Massa mostrou dificuldade desde o início da corrida. Cauteloso, sustentou a nona posição na largada. Depois, seu ritmo lento se justificava por um problema em sua Williams. Um pedaço da estrutura de uma das rodas atravessou o assoalho e chegou a arrastar na pista, reduzindo a velocidade do carro do brasileiro.

Assim, Massa oscilou entre a 9ª e a 15ª colocação durante a corrida, sem conseguir arriscar e buscar posições mais favoráveis. Após sua terceira passada, com pneus macios, o piloto da Williams voltou à pista em 13º e tentou recuperar o terreno perdido, sem sucesso. Cruzou a linha de chegada em 13º.

Na disputa pela vitória, Rosberg entrou definitivamente na briga por mais um triunfo depois de sua terceira parada. Voando baixo, ele fez fila e deixou para trás Bottas e Raikkonen, ficando atrás somente de Ricciardo. A briga pelo pódio também esquentou com os dois finlandeses. Um dos melhores da corrida, Bottas acumulou grandes ultrapassagens sobre Vettel e Rosberg antes de assegurar o terceiro lugar.

Nas voltas finais, o finlandês conseguiu sustentar a terceira colocação, em mais um pódio nesta temporada. Rosberg não chegou a ameaçar a primeira colocação de Ricciardo e, desta vez, teve que se contentar com o segundo posto na Bélgica. 

A próxima etapa do Mundial de Fórmula 1 será realizado daqui a duas semanas. Os pilotos voltam à pista para disputar o GP da Itália, em Monza, no dia 7 de setembro.

Confira a classificação final do GP da Bélgica:

1º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), em 1h24min36s556

2º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 3s3

3º - Valtteri Bottas (FIN/Williams), a 28s

4º - Kimi Räikkönen (FIN/Ferrari), a 36s8

5º - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), a 52s1

6º - Kevin Magnussen (DIN/McLaren), a 54s2

7º - Jenson Button(ING/McLaren), a 54s5

8º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 61s1

9º - Sergio Perez (MEX/Force India), a 64s2

10º - Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), a 65s3

11º - Nico Hulkenberg (ALE/Force India), a 65s6

12º - Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso), a 71s9

13º - Felipe Massa(BRA/Williams), a 75s9

14º - Adrian Sutil (ALE/Sauber), a 82s4

15º - Esteban Gutierrez(MEX/Sauber), a 90s8

16º - Max Chilton (ING/Marussia), a 1 volta

17º - Marcus Ericsson (SUE/Caterham), a 1 volta

18º - Jules Bianchi (FRA/Marussia), a 5 voltas

Não completaram a prova:

Pastor Maldonado (VEN/Lotus)

Andre Lotterer (ALE/Caterham)

Lewis Hamilton (ING/Mercedes)

Romain Grosjean (FRA/Lotus)

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da BélgicaRicciardo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.