Rio deve ganhar novo autódromo, na Ilha do Governador

Segundo o ministro do Esporte, Orlando Silva, projeto viria para substituir Jacarepaguá, que está defasado

Leonardo Maia, Agência Estado

19 de outubro de 2007 | 17h40

O Rio deve mesmo ganhar um novo autódromo, a ser construído em área próxima ao Aeroporto Tom Jobim, na Ilha do Governador, na zona norte da cidade. A iniciativa faz parte da candidatura da cidade à Olimpíada de 2016, e transformaria definitivamente o autódromo de Jacarepaguá em um grande parque olímpico - já estão lá o Parque Aquático Maria Lenk, a Arena Multiuso e o velódromo da cidade, construído para os Jogos Pan-Americanos. As informações foram dadas pelo ministro do Esporte, Orlando Silva. "O projeto faz parte do projeto de candidatura do Rio para a Olimpíada. Estamos conversando com a prefeitura do Rio e a CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), que gostou da idéia. Ainda estamos em fase de elaboração, portanto não há prazos nem números neste momento que possam ser divulgados", explicou o ministro. Para ele, a construção do novo autódromo seria boa não apenas para o projeto olímpico como para o próprio automobilismo da cidade. "O autódromo de Jacarepaguá não está em boas condições, está defasado. Ao levarmos o circuito para as proximidades do Aeroporto Internacional atenderíamos também a padrões internacionais. A proximidade entre eles diminui custos de transporte e facilita a chegada de equipamentos e pessoal." Um esboço da candidatura do Rio para os Jogos de 2016 será apresentado no dia 14 de janeiro ao Comitê Olímpico Internacional (COI), na primeira fase de avaliação das cidades pretendentes a sede.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.