Rio garante GP de Moto por mais 1 ano

A etapa brasileira do Mundial de Motovelocidade continuará no Rio de Janeiro em 2002. Nesta sexta-feira, o secretário de Esportes e Lazer da cidade, Rui César, e o filho do prefeito César Maia, o deputado federal Rodrigo Maia, acertaram com o empresário Moacir Galo, da Vadam International - organizadora da prova no Brasil -, a renovação do contrato por mais 1 ano. Como o prazo para a definição da sede da etapa brasileira terminava neste sábado, quando acontece a prova desse ano no Rio, alguns representantes da cidade de São Paulo já estavam negociando com a Vadam para receber a motovelocidade em 2002. Mas, com a renovação do contrato, que será finalizada só na segunda-feira, o Rio manteve a corrida por pelo menos mais 1 ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.