Roma entra na briga para ter GP de Fórmula 1 em 2012

'De preferência colocando a prova nos meses de verão (junho e setembro)', pede o prefeito Gianni Alemanno

AE-AP, Agência Estado

22 de outubro de 2009 | 12h55

ROMA - O calendário da Fórmula 1 pode ganhar uma nova etapa na Itália em 2012. Nesta quinta-feira, o prefeito de Roma, Gianni Alemanno, anunciou que a capital se organiza para receber uma etapa do Mundial daqui a três anos.

Veja também:

especialESPECIAL - Jogue o Desafio dos Pilotos

blog BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

"Gostaríamos de começar os preparativos pensando em 2012, e de preferência colocando a prova nos meses de verão [na Europa, entre junho e setembro]", disse o prefeito Alemanno.

De acordo com o projeto, será utilizado um circuito de rua, com cerca de 3,8 quilômetros e média de 172 km/h."Esta pista será um das três mais espetaculares da temporada, com três ou quatro bons pontos de ultrapassagem", afirmou o prefeito.

Os responsáveis pelo projeto romano têm o apoio do inglês Bernie Ecclestone, dono dos direitos comerciais da Fórmula 1. Atualmente, a Itália tem uma única prova no calendário, o tradicionalíssimo GP de Monza. Entre 1981 e 2006, o circuito de Ímola recebeu a categoria com o nome de GP de San Marino.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Roma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.