Ron Dennis aparece em Melbourne e garante que fica

Chefão da McLaren lembra a todos que 'não é empregado da equipe', ou seja, sai quando quiser

Livio Oricchio, Enviado Especial - O Estado de S. Paulo

13 de março de 2008 | 11h18

Ron Dennis, sócio e diretor geral da McLaren, reapareceu na Fórmula 1. Nesta quinta-feira participou de um evento da equipe, em Melbourne. Até os ingleses diziam que deixaria a escuderia. Uma frase de Dennis, no entanto, deu o tom do que desejava dizer: "Gostaria de lembrar que não sou empregado". Veja também:Pilotos e equipes da temporada 2008 da F-1Calendário e os circuitos da atual temporada da F-1 A expectativa para o GP da Austrália Blog do Livio: mais informações sobre a Fórmula 1 Reginaldo Leme e Livio Oricchio projetam 2008Quis dizer que depende de si sair da McLaren. "Sou apenas um cidadão que gosta de corridas e se sentisse que não teria algo a contribuir com equipe não estaria mais aqui. Fico onde estou." Por enquanto, o chefão está garantido no comando da equipe. Mas não dá para dizer se é até o fim da temporada. Ou que continuará na próxima.Dennis demonstrou, por sua vez, estar otimista com a temporada: "O carro é competitivo, mas as reais forças do campeonato só poderão ser percebidas após o Bahrein. Hamilton deu grandes passos avante, e Kovalainen é muito determinado. Os dois se integraram bem e têm feito um bom trabalho. São amigos e têm a chance de um bom desempenho no decorrer da temporada".Com relação ao piloto espanhol Fernando Alonso, com quem trabalhou na atribulada temporada do ano passado, Dennis comentou: "Para nós faz parte do passado, mas estou certo de que ele fará grandes corridas. É óbvio que nos faz falta por ser um grande campeão, mas nós olhamos em frente e temos dois ótimos pilotos que poderão nos dar muitas alegrias". (com Ansa) 

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Ron DennisMcLaren

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.