Rosberg celebra melhor tempo do dia, mas lamenta cancelamento do 2º treino

A Mercedes manteve a hegemonia na Fórmula 1 no primeiro treino livre para o GP dos Estados Unidos, nesta sexta-feira pela manhã, com Nico Rosberg sendo o mais rápido da atividade. Pela tarde, no entanto, a forte tempestade que caiu em Austin fez com que a segunda sessão fosse cancelada, o que gerou uma mistura de sentimentos no piloto alemão.

Estadão Conteúdo

23 de outubro de 2015 | 18h01

"Para mim, não foi um mau dia. Fiz minha lição de casa na sessão da manhã, tive uma volta rápida e tentei trabalhar um pouco nos ajustes. Mas é uma pena para a torcida que estava lá fora. Eles pagam muito dinheiro para estar aqui e não ver nem ao menos um carro à tarde. Então, vamos ver o que o amanhã nos traz. Mas a previsão não é boa", comentou.

De fato, a previsão do tempo para o sábado de treinos livre e classificatório é ainda pior e um forte temporal deve cair novamente em Austin. Lewis Hamilton, quinto mais rápido da única sessão desta sexta, admitiu ser um apreciador da chuva, mas também se mostrou preocupado com os fãs da Fórmula 1.

"Foi um lindo dia, eu amo quando chove! Mas não em dia de treino! O clima estava inacreditável. Acho que nunca vi tanta chuva assim. É até legal de ver, de algumas formas, mas me sinto terrível por todos os fãs que apareceram hoje. Não completei muitas voltas pela manhã porque a pista estava secando e queria poupar os pneus, mas no fim não consegui sair à tarde", explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.