Lluis Gene/AFP
Lluis Gene/AFP

Rosberg comemora fim de semana perfeito na F-1; Hamilton lamenta

Piloto alemão superou hegemonia do companheiro de equipe

Estadão Conteúdo

10 de maio de 2015 | 16h29

O alemão Nico Rosberg teve seu melhor final de semana na atual temporada da Fórmula 1. Depois de acabar com a hegemonia de Hamilton, seu companheiro de Mercedes, e fazer a pole no sábado, neste domingo ele dominou a corrida no GP da Espanha e levantou seu primeiro troféu em 2015.

"Tivemos um fim de semana perfeito. Tivemos um carro fantástico e todo mundo fez um excelente trabalho, então agradeço a toda equipe. Minha largada foi sensacional pela primeira vez nesta temporada. Depois disso, fui capaz de controlar o carro e não sofri ameaças durante toda a corrida. Estou muito feliz com essa vitória", comemorou.

Após cinco etapas disputadas, Hamilton lidera o Mundial com 111 pontos, 20 a mais do que Rosberg. "Ainda está no começo da temporada, então foi bom tirar um pouco da vantagem do Lewis. Continuarei acelerando a começar pela próxima etapa, quando correrei na minha casa, em Mônaco (dia 24)", afirmou.

Hamilton, apesar de terminar em segundo lugar, não gostou do seu desempenho, especialmente no início, quando chegou a ser ultrapassado por Vettel, da Ferrari. "Tive uma largada ruim, minha roda girou bastante em falso, e tive que lutar bastante para me manter em terceiro. Aí ficou complicado correr atrás de um carro neste circuito, pois é muito difícil fazer ultrapassagens. No final, mudamos a estratégia para três paradas para tentar algo diferente. Fico feliz de ter recuperado a segunda colocação, mas não deu para chegar no Nico, que abriu muita vantagem", disse Hamilton.

O primeiro e segundo lugares da Mercedes neste domingo fez com que a equipe chegasse a uma marca histórica. A escuderia alcançou 14 dobradinhas, igualando a marca obtida por Ayrton Senna e Alain Prost quando foram companheiros de McLaren nas temporadas 1988 e 1989.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.