Rosberg escapa de punição e celebra 2ª vitória do ano

Nico Rosberg comemorou duas vezes a vitória no GP da Inglaterra neste domingo. O alemão festejou pela primeira vez ao cruzar a linha de chegada na frente dos demais, em Silverstone. E também ao receber a notícia de que não seria punido pelos comissários da prova horas depois de levantar o troféu no pódio.

AE, Agência Estado

30 de junho de 2013 | 14h17

O piloto chegou ser investigado ao fim da corrida por não ter reduzido a velocidade da sua Mercedes entre as curvas 3 e 5 diante de uma bandeira amarela exibida durante o caótico GP da Inglaterra. Uma eventual punição poderia cassar a vitória deste domingo. Rosberg recebeu apenas uma advertência.

Antes de ser informado sobre a investigação, o alemão não escondia a alegria pela segunda vitória na temporada - venceu antes em Mônaco. "Foi fantástico, muito especial. A equipe fez um grande trabalho. Tivemos bons momentos e evoluímos bem durante toda a corrida", comentou.

Rosberg, contudo, admitiu que teve dificuldade em contar o ritmo de Mark Webber nas voltas finais. "Foi difícil segurar o Mark e cuidar os pneus ao mesmo tempo. Mas consegui manter a posição e conquistar a vitória", celebrou.

O alemão revelou que também teve problemas com os pneus. Falhas nos compostos da Pirelliu marcaram a corrida na Inglaterra. Companheiro de Rosberg na Mercedes, Lewis Hamilton teve seu pneu traseiro esquerdo estourado sem causa aparente. O mesmo aconteceu com Felipe Massa, Sergio Pérez e Jean-Eric Vergne.

"Eu também tive um problema com meu pneu, mas tive sorte por causa da entrada do safety car na pista. A corrida foi muito empolgante. Tive que saber administrar o desgaste dos pneus e ainda tente evitar as zebras", comentou o vencedor da prova.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da InglaterraRosberg

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.