Samsul Said/Reuters
Samsul Said/Reuters

Rosberg fecha dia de treinos livres na ponta; Felipe Massa é o 6º

Piloto alemão crava o tempo de 1min39s909 e fica logo à frente do finlandês Kimi Raikkonen

Agência Estado

28 de março de 2014 | 08h54

KUALA LUMPUR - A Mercedes dominou os primeiros treinos livres do GP da Malásia de Fórmula 1. Depois de o inglês Lewis Hamilton ter sido o mais veloz da sessão que abriu os trabalhos de pista no circuito de Sepang, nesta sexta-feira, Nico Rosberg fechou o dia na liderança ao ficar no topo da segunda sessão. O piloto alemão cravou o tempo de 1min39s909 e ficou logo à frente do finlandês Kimi Raikkonen, que garantiu o segundo lugar ao cronometrar 1min39s944.

O alemão Sebastian Vettel, por sua vez, mostrou que a Red Bull ainda tem força ao marcar o terceiro melhor tempo desta segunda sessão livre, que foi de 1min39s970. Hamilton, que no primeiro treino para a prova deste domingo ficou em primeiro ao cravar 1min40s691, fechou o dia na Malásia em quarto lugar com 1min40s051.

Fernando Alonso, da Ferrari, andou muito próximo a Hamilton ao marcar 1min40s103, assim como o brasileiro Felipe Massa foi superado por muito pouco pelo seu ex-companheiro de equipe, pois garantiu o sexto tempo do dia, com a Williams, ao cravar 1min40s112.

Horas mais cedo, Massa fechou o primeiro treino do dia no nono lugar, sendo que ele foi mais rápido que o seu companheiro de Williams nas duas primeiras sessões livres na Malásia. O finlandês Valtteri Bottas primeiro ficou em décimo, logo atrás do brasileiro, e depois fechou os trabalhos em nono.

O australiano Daniel Ricciardo, que acabou desclassificado do GP da Austrália após terminar a prova em segundo lugar e depois ser punido por uso irregular do combustível de sua Red Bull, foi o sétimo colocado neste segundo treino livre no circuito de Sepang.

O inglês Jenson Button, da McLaren, Bottas e o alemão Nico Hulkenberg, da Force India, completaram o grupo dos dez mais bem colocados. Segundo colocado na prova que abriu a temporada, há duas semanas, em Melbourne, após herdar o segundo lugar de Ricciardo, o dinamarquês Kevin Magnussen, da McLaren, fechou o dia apenas no 12º lugar, logo atrás do francês Jean-Éric Vergne, da Toro Rosso.

Já a Lotus, que busca reagir na Malásia após amargar prova decepcionante na Austrália, teve um dia para lamentar. Com problemas em seus respectivos carros, o venezuelano Pastor Maldonado e o francês Romain Grosjean sequer registraram tempos de volta no primeiro treino livre e ficaram nas últimas posições. E, na segunda sessão, Grosjean foi o 17º e Maldonado o 22º último, novamente sem cronometrar volta rápida.

A terceira e última sessão de treinos livres do GP da Malásia está marcada para começar às 2 horas (de Brasília) deste sábado, quando a sessão classificatória para o grid de largada será iniciada às 5 horas, mesmo horário da corrida deste domingo.

Confira a classificação da segunda sessão de treinos livres na Malásia:

1) Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min39s909

2) Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1min39s944

3) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 1min39s970

4) Lewis Hamilton (ING/Mercedes), 1min40s051

5) Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 1min40s103

6) Felipe Massa (BRA/Williams), 1min40s112

7) Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), 1min40s276

8) Jenson Button (ING/McLaren), 1min40s628

9) Valtteri Bottas (FIN/Williams), 1min40s638

10) Nico Hülkenberg (ALE/Force India), 1min40s691

11) Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso), 1min40s777

12) Kevin Magnussen (DIN/McLaren), 1min41s014

13) Adrian Sutil (ALE/Sauber), 1min41s257

14) Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), 1min41s325

15) Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber), 1min41s407

16) Sergio Pérez (MEX/Force India), 1min41s671

17) Romain Grosjean (FRA/Lotus), 1min42s531

18) Max Chilton (ING/Marussia), 1min43s638

19) Jules Bianchi (FRA/Marussia), 1min43s752

20) Marcus Ericsson (SUE/Caterham), 1min45s703

21) Kamui Kobayashi (JAP/Caterham), sem tempo

22) Pastor Maldonado (VEN/Lotus), sem tempo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.