Maxim Shemetov/ Reuters
Maxim Shemetov/ Reuters

Rosberg promete lutar até o fim e mira mudar retrospecto

Larga vantagem na liderança de Hamilton não desanima o alemão que insiste em lutar até últimos momentos do GP de Abu Dabi

Estadão Conteúdo

27 de outubro de 2014 | 13h41

A sequência de quatro vitórias de Lewis Hamilton deixou o inglês em situação favorável na luta pelo título da temporada 2014 da Fórmula 1, mas nem por isso abateu Nico Rosberg. Ao menos é o que assegurou o piloto alemão, que prometeu nesta segunda-feira lutar até a volta final do GP de Abu Dabi, que encerrará o campeonato, para garantir a primeira conquista da sua carreira do Mundial de Pilotos.

"Agora, é claro, temos como alvo um grande final de temporada nas três últimas corridas. Ainda está tudo em jogo na batalha pelo campeonato de pilotos e não vou desistir da luta até a bandeirada final em Abu Dabi. Espero que possamos manter a emoção até o fim para os fãs apreciarem a disputa", disse.

Faltando três provas para o encerramento do campeonato, Rosberg ocupa a vice-liderança com 274 pontos, 17 a menos do que Hamilton. Por isso, o alemão sabe que precisa iniciar uma reação imediata, a partir do GP dos Estados Unidos, que será disputado neste fim de semana em Austin.

Os resultados de Rosberg no Circuito das Américas não são dos melhores. O alemão ficou apenas em 13º lugar na prova de 2012 e na nona colocação no GP dos Estados Unidos de 2013. Assim, ele espera melhorar o seu retrospecto no próximo fim de semana.

"O primeiro passo será em Austin, que é uma cidade muito legal e uma ótima pista de corrida. Eu não tive as melhores corridas lá até agora, mas estou determinado a mudar isso este ano", comentou o piloto alemão da Mercedes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.