Laszlo Balogh/Reuters
Laszlo Balogh/Reuters

Rosberg supera Hamilton e lidera 1º treino livre na Áustria

Alemão foi o último vencedor do Grande Prêmio, na edição de 2014

Estadão Conteúdo

19 de junho de 2015 | 07h40

O fim de semana do GP da Áustria, a oitava etapa da temporada 2015 da Fórmula 1, começou com o alemão Nico Rosberg à frente dos demais concorrentes. O alemão foi o piloto mais rápido no primeiro treino livre realizado nesta sexta-feira no Red Bull Ring, em Spielberg.

Rosberg venceu a edição de 2014 do GP da Áustria e está em segundo lugar no Mundial de Pilotos, a 17 pontos do inglês Lewis Hamilton, seu companheiro de equipe e líder do campeonato. Assim, Rosberg espera repetir o resultado do ano passado neste fim de semana para acirrar a disputa pelo título.

E Rosberg começou bem a sua tentativa de repetir 2014. Afinal, ele foi o mais rápido da sessão inicial no circuito de Spielberg ao registrar o tempo de 1min10s401 na sua melhor volta, ainda no início da atividade.

Como vem sendo costumeiro desde o ano passado, a Mercedes voltou a dominar o treino, com Hamilton vindo logo atrás de Rosberg, na segunda colocação, com a marca de 1min10s709 - apenas os dois pilotos da equipe alemã fizeram voltas em menos de 1min11.

O finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, ficou em terceiro lugar, com o tempo de 1min11s028, à frente do compatriota Valtteri Bottas, da Williams, que no ano passado foi ao pódio no GP da Áustria. E na primeira sessão desta sexta ele foi o quarto mais rápido.

O brasileiro Felipe Nasr, da Sauber, surpreendeu ao ser mais veloz do que os carros da Red Bull e da Toro Rosso, ficando em quinto lugar no primeiro treino livre ao marcar 1min11s633. Ele foi seguido, em ordem, pelos dois pilotos da Red Bull - o australiano Daniel Ricciardo e o russo Daniil Kvyat -, e um da Toro Rosso, o holandês Max Verstappen.

Pole position em Spielberg no ano passado, o brasileiro Felipe Massa, da Williams, ficou apenas em nono lugar no primeiro treino livre do GP da Áustria, com a marca de 1min11s890, à frente do mexicano Sergio Perez, da Force India, que completou a relação dos dez primeiros colocados na sessão.

E Massa protagonizou a cena mais perigosa da primeira atividade de pista desta sexta-feira ao quase atropelar o chefe da equipe Ferrari, Maurizio Arrivabene, na área dos boxes.

O alemão Sebastian Vettel voltou a sofrer com a confiabilidade da sua Ferrari e deixou o treino mais cedo, após apenas 20 minutos de atividade, com problemas no câmbio, sendo o último colocado.

Outro campeão mundial, o espanhol Fernando Alonso, também enfrentou problemas, no motor da sua McLaren, perdendo tempo de pista, o que tem sido repetitivo, tanto que ele abandonou as últimas três provas. Ele ficou em 17º lugar, logo atrás de Jenson Button, o seu companheiro de equipe.

Ainda nesta sexta-feira, a partir das 9 horas (de Brasília), será realizado o segundo treino livre do GP da Áustria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.