Bernadett Szabo/Reuters
Bernadett Szabo/Reuters

Rosberg supera Hamilton no 1º treino livre do GP da Bélgica

Entre os pilotos brasileiros, Nasr foi mais rápido que Massa

Estadão Conteúdo

21 Agosto 2015 | 07h57

O retorno da Fórmula 1, após o recesso de verão na Europa, não trouxe novidades nesta sexta-feira. A Mercedes dominou o primeiro treino livre do GP da Bélgica, no tradicional Circuito de Spa-Francorchamps, com o alemão Nico Rosberg à frente do inglês Lewis Hamilton, líder do campeonato. Felipe Nasr foi mais rápido que Felipe Massa, com o 13º tempo, uma posição à frente do compatriota.

Rosberg, 21 pontos atrás de Hamilton no Mundial de Pilotos, superou o companheiro mesmo tendo dificuldades em seu motor. O alemão só conseguiu registrar boas voltas rápidas na parte final do treino, mas foi o suficiente para cravar 1min51s082, à frente do 1min51s324 marcado pelo inglês.

Apesar de ter sido batido por Rosberg na abertura das atividades em Spa, Hamilton demonstrou maior solidez ao longo da sessão. Logo em sua primeira volta já corria na casa do 1min52s. Sem oscilações no motor, o líder do campeonato completou 24 voltas no traçado, contra 19 de Rosberg e mostrou que tem margem para ser ainda mais veloz na segunda sessão livre desta sexta.

A volta dos pilotos às pistas, quase um mês depois da parada de férias, não teve maiores emoções nesta sexta. O único contratempo da primeira sessão na Bélgica foi protagonizado pelo venezuelano Pastor Maldonado. O piloto perdeu o controle de sua Lotus na saída da curva 7 e acertou o muro de proteção, sem maior gravidade. Ele não se machucou no choque leve.

Na briga pelos melhores tempos, o destaque da sessão foi o australiano Daniel Ricciardo, que levou sua Red Bull para o terceiro lugar, com 1min51s373. Ele deixou os carros da Ferrari para trás. O finlandês Kimi Raikkonen, que acabou de renovar seu contrato, fez o quarto tempo (1min51s478), seguido do alemão Sebastian Vettel (1min51s866).

O russo Daniil Kvyat, companheiro de Ricciardo na Red Bull, marcou o sexto tempo, com 1min51s960. O holandês Max Verstappen (1min52s158), o espanhol Carlos Sainz Jr (1min52s421), o mexicano Sergio Pérez (1min52s423) e o finlandês Valtteri Bottas (1min52s511), parceiro de Massa na Williams, completaram o Top 10.

Felipe Massa teve dificuldades ao longo da sessão. Pelo rádio, chegou a reclamar da falta de rendimento de sua Williams. Assim, não passou do 14º tempo, com 1min52s653. Felipe Nasr teve melhor resultado. Tirando vantagem das atualizações realizadas no motor Ferrari, que conduz a Sauber, ele foi o 13º (1min52s640).

Apesar das atualizações, apresentadas por todas as equipes, a McLaren seguiu no pelotão do fundo. O espanhol Fernando Alonso não conseguiu ir além do 16º tempo (1min53s502), enquanto o inglês Jenson Button registrou o modesto 18º tempo - 1min54s225.

O segundo treino livre em Spa terá início às 9 horas (horário de Brasília) desta sexta. No sábado, os pilotos voltam à pista às 6h, para o terceiro treino livre, e às 9h, para a definição do grid. No domingo, a corrida está marcada para o mesmo horário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.