Rob Griffifith/AP
Rob Griffifith/AP

Rosberg vê Mercedes entre as favoritas para temporada

Piloto espera que a diferença entre seu carro e o das equipes de ponta seja menor do que no ano pasado

AE, Agência Estado

14 de março de 2013 | 18h21

MELBOURNE - Se em 2012 a Mercedes ficou longe da briga pelo título tanto no Mundial de Pilotos quanto no de Construtores, a equipe promete vir diferente para a temporada 2013 da Fórmula 1. Nos testes, Nico Rosberg e Lewis Hamilton andaram entre os mais rápidos, elogiaram o carro e demonstraram otimismo para o início do campeonato.

"Este inverno (europeu) foi muito bom para nós, estamos mais preparados do que nunca. No fim do ano passado estávamos quase um segundo atrás dos melhores, então tivemos que diminuir um grande espaço. Quão perto estamos agora ainda é difícil afirmar, mas estou muito otimista porque fizemos um belo progresso", declarou Rosberg, que ficou na nona posição do Mundial de Pilotos em 2012 - a Mercedes foi a quinta entre os construtores.

Para Rosberg, a principal melhora da Mercedes foi em relação à constância do carro. Ele lembrou que no ano passado a equipe alternou muito em cada pista - teve bons resultados como a vitória do próprio alemão na China e dias ruins como a 15.ª colocação dele em Silverstone e Interlagos.

"Nosso principal problema foi a consistência, já que tivemos boas corridas em alguns lugares e não fomos capazes de repetir isso em outras pistas. Minha impressão é que este ano vamos ver as mesmas equipes liderando novamente, como Red Bull e Ferrari, mas estou otimista que também estaremos lá e mostraremos um desempenho muito melhor que em 2012", opinou.

Rosberg e a Mercedes estão em Melbourne para o GP da Austrália, primeira etapa do Mundial, que acontece nesse final de semana. O primeiro dia de treinos livres ocorre na madruga desta quinta para sexta, enquanto a prova está marcada para as 3 horas de domingo (horário de Brasília).

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1MercedesNico Rosberg

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.