Rossi desmente acerto com a Ferrari

Um dia antes de disputar a corrida que pode lhe garantir mais um título mundial de MotoGP ? o quinto seguido, somando a categoria com as disputas das 500cc ?, o italiano Valentino Rossi deu uma ?cortada? na Ferrari. O piloto italiano, que precisa de um segundo lugar no GP de Motegi (Japão) para ser campeão, desmentiu o diretor técnico da equipe de Fórmula 1, Ross Brown, que anunciou há semanas que o piloto faria testes regulares na escuderia em 2006. ?Quando ouvi essa entrevista achei engraçado porque eu não sei nada sobre isso?, ironizou Valentino Rossi. ?Sei por mim. E para mim é muita bobagem porque já decidi ficar mais um ano na Moto GP.?O piloto italiano disse que, com sua opção de correr mais uma temporada com as motos, haverá pouco espaço para a Fórmula 1. ?É impossível testar a Ferrari uma vez por mês, porque não terei tempo suficiente. Quatro testes são uma coisa; doze, outra diferente.?Rossi afirmou que a ida para a Fórmula 1 está indefinida. ?Ainda não decidi se passarei para os carros. Talvez sim, talvez não?, revelou o piloto. ?Falar de testes para mim é como pensar dez anos no futuro. Não sei o que farei na próxima semana e muito menos em dois anos.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.