Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

Rubens Barrichello anuncia nesta quinta detalhes de sua ida para a Fórmula Indy

Piloto traz patrocínio de R$ 8,5 milhões à KV e correrá com o carro número 8, inclusive nos ovais

Livio Oricchio, estadão.com.br

29 de fevereiro de 2012 | 20h06

SÃO PAULO - Rubens Barrichello preparou uma bela surpresa aos que forem nesta quinta-feita à entrevista coletiva que dará em São Paulo para anunciar que vai disputar a temporada da Fórmula Indy pela escuderia de Jimmy Vasser e Kevin Kalkhoven: ambos vão estar no evento, assim como o seu companheiro e grande amigo Tony Kanaan. Mais: a nova equipe será também apresentada e terá o nome das duas empresas brasileiras que apoiaram o projeto de Rubinho na Indy: BMC - Embrase KV Racing Technology.

Rubinho demonstrou enorme entusiasmo nos últimos dias com a confirmação de que disputará “uma competição de alto nível também e com chances de estar entre os protagonistas”, como afirmou ao estadão.com.br com exclusividade logo depois de o negócio ter sido fechado semana passada. Rubinho correu 19 temporadas na Fórmula 1.

No evento desta quinta-feira serão expostas as fotos dos carros de Rubinho e Tony com o layout final, já com as marcas dos patrocinadores. Rubinho correrá com o número 8, enquanto Tony terá o 11. A coletiva confirmará a presença de Kanaan na escuderia.

Rubinho vai disputar todas as etapas do campeonato, incluindo as quatro realizadas em pistas ovais. Ele explicou que seu primeiro contato com os ovais, a princípio, será nos treinos preparatórios para as 500 Milhas de Indianápolis, em maio.

A temporada da Indy começa dia 25 com um circuito de rua em São Petesburgo, na Flórida. A corrida em São Paulo, também pista de rua, ao redor do Parque Anhembi, é a quarta do calendário, dia 29 de abril. A TV Bandeirantes transmitirá o campeonato ao vivo. Os próximos treinos de Rubinho e Tony serão dias 8 e 9, em Sebring, na Flórida.

A contratação de Rubinho só foi possível porque as empresas que o apoiariam para permanecer na Williams decidiram investir também no projeto do piloto na Indy. Entre a BMC Brasil Máquinas e a Embrase Segurança e Serviços, estima-se que o investimento seja de US$ 5 milhões (R$ 8,5 milhões).

Veja a reportagem completa no Estadão/JT desta quinta-feira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.