Arquivo/AE
Arquivo/AE

Rubens Barrichello correrá pela Williams em 2010

Acordo é de dois anos; companheiro será o alemão Nico Hulkenberg, 22 anos, campeão deste ano na GP2

LIVIO ORICCHIO, Agencia Estado

12 de outubro de 2009 | 10h48

SÃO PAULO - O maior sonho de Rubens Barrichello é ser campeão da Fórmula 1, o que pode conseguir ainda neste ano, na Brawn GP. Quando se tornou o piloto com maior número de participações em GPs - completou 257 no ano passado, na Turquia -, esse paulistano de 37 anos revelou que também sonhava atingir a marca de 300 corridas. Para conseguir essa última meta, ele já tem tudo acertado com a Williams, equipe na qual deverá competir em 2010, na sua 18.ª temporada na categoria.

Veja também:

F-1 2009 - tabela Classificação | especialCalendário

especialESPECIAL - Jogue o Desafio dos Pilotos

blog BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

O anúncio oficial do acordo com a nova equipe deverá ser feito em breve, mas os termos do compromisso de dois anos já estão definidos. Assim, o brasileiro que já participou de 285 GPs completaria a simbólica marca de 300 na prova da Bélgica, a 13.ª da próxima temporada, que acontecerá no dia 29 de agosto.

O acordo com a Williams começou a ser costurado depois da prova de Monza, no dia 13 de setembro, quando Rubinho voou para a Inglaterra. Frank Williams, sócio e fundador, Sam Michael, diretor técnico, e Patrick Head, sócio e diretor de engenharia, conversaram longamente com o piloto brasileiro. E compreenderam que ele tem o perfil exato do que a equipe precisa: um profissional experiente, estimulado e capaz de ditar os rumos no desenvolvimento do carro.

No mesmo dia da conversa com o trio de dirigentes da Williams, Rubinho já tirou o molde do cockpit para dispor do carro como lhe agrada. Ele chega para substituir o alemão Nico Rosberg, que ocupará justamente o seu lugar na Brawn GP. Assim, o brasileiro vai liderar a equipe que terá ainda o jovem e talentoso alemão Nico Hulkenberg, de apenas 22 anos, que foi campeão da GP2 neste ano, em sua temporada de estreia na categoria.

Recentemente, Patrick Head comentou sobre o provável acerto com Rubinho e Hulkenberg. "Se for mesmo essa a nossa dupla, a vejo como muito equilibrada e forte", disse o dirigente. Assim, o veterano piloto de 37 anos, que já passou por Jordan, Stewart, Ferrari, Honda e Brawn GP, será o quinto brasileiro a competir pela Williams, depois de José Carlos Pace, Nelson Piquet, Ayrton Senna e Antonio Pizzonia.

Tudo o que sabemos sobre:
fórmula 1WilliamsRubens Barrichello

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.