Arquivo/AE
Arquivo/AE

Rubens Barrichello faz exame antidoping surpresa nos EUA

Piloto brasileiro da Brawn GP recebe em casa a visita de um funcionário da Agência Mundial Antidoping

Agencia Estado

31 de julho de 2009 | 17h34

ORLANDO - O piloto brasileiro Rubens Barrichello contou nesta sexta-feira, em sua página no Twitter, ter sido submetido a um exame antidoping de surpresa em sua residência em Orlando, nos Estados Unidos, onde descansa e espera a próxima etapa do Mundial de Fórmula 1 - o GP da Europa, em Valencia (Espanha), está marcado para o próximo dia 23.

Veja também:

tabela F-1: classificação do Mundial

especial Confira o calendário da temporada

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

"Hoje (sexta) cedo fui acordado com uma surpresa. Eram 6h58 quando a campainha tocou, era da WADA (Agência Mundial Antidoping, na sigla em inglês)", escreveu o piloto da Brawn GP. Segundo ele, foi a primeira vez que isso lhe aconteceu. "Não foi legal urinar na frente do fiscal, mas isso faz parte do meu trabalho", disse Barrichello.

O técnico da agência, ele explicou, o acompanhou no banheiro e até mesmo no quarto, enquanto Rubinho explicava o caso à mulher, Silvana. O piloto contou ainda que havia informado à entidade seu paradeiro durante as férias.

O exame nas férias é uma das medidas mais polêmicas no novo Código Mundial Antidoping, em vigor desde o início deste ano. Segundo a União Europeia, ela fere o direito de ir e vir do atleta, que será considerado culpado se der uma informação mentirosa à agência sobre seu paradeiro. "Em 31 anos de profissão foi a primeira vez que aconteceu, mas normal, nós fomos avisados de que poderia acontecer", concluiu Barrichello.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.