Jan Woitas/EFE
Jan Woitas/EFE

Rubens Barrichello: 'Mostrei que ainda posso vencer corridas'

Piloto da Brawn GP não subia no lugar mais alto do pódio desde 2004; brasileiro está 18 pontos atrás do líder

24 de agosto de 2009 | 13h11

SÃO PAULO - Rubens Barrichello não escondeu que estava com saudade do ponto mais alto do pódio. Nesse domingo em Valência, o piloto da Brawn GP voltou a vencer uma corrida e fez questão de dizer que ainda pode render mais para as próximas seis etapas do Mundial de Fórmula 1.

Veja também:

linkVitória dá vida nova a Rubinho no ano e no mercado

tabela F-1: classificação do Mundial

mais imagens GALERIA DE FOTOS - Imagens da corrida

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

forum BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

A última vitória de Barrichello na Fórmula 1 havia sido em 2004, no GP da China, quando ainda corria pela equipe Ferrari. De lá para cá foram 84 GPs e muitas críticas até a resposta na Espanha. Pelo rádio da equipe, depois da bandeirada final, ele gritou muito e, como de costume, se emocionou bastante.

 

"Ali foi um desabafo, um momento em que agradeci a todos do time", disse Barrichello, em entrevista a TV Globo. "Quis colocar para fora toda a emoção e mostrar que se alguém ainda tinha dúvida se eu sabia ganhar corrida, mostrei que ainda sei sim", completou.

 

A vitória no GP de Valência marcou também a centésima conquista brasileira na categoria, outro feito que animou muito Barrichello. Depois de 11 etapas, o brasileiro soma 54 pontos, 18 a menos que o líder e companheiro de equipe Jenson Button. A Fórmula 1 volta a se reunir neste fim de semana, no GP da Bélgica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.