Rubinho chega e pede fim de polêmica

O piloto brasileiro Rubens Barrichello tentou minimizar as críticas que fez ao seu companheiro de equipe na Ferrari, Michael Schumacher, logo depois de terminado o GP da Malásia - segunda etapa do Mundial de Pilotos. Ao desembarcar no aeroporto internacional de São Paulo, na noite desta segunda-feira, Rubinho evitou comentar o assunto. ?Isso já passou?, disse.O brasileiro reclamou da atitude de Schumacher que o ultrapassou quando, segundo disse, havia um acordo na equipe para que as posições fossem mantidas. ?Depois de tantos problemas que tive, com o motor quase arrebentando e pedaços do carro caindo, tenho de estar feliz com o resultado?, acrescentou Barrichello, que chegou em segundo na prova, atrás de Schumacher. Barrichello permanecerá em São Paulo até o dia 1º de abril, quando acontece o GP do Brasil de F-1. ?O GP do Brasil é o melhor e o mais difícil, mas estou confiante, pois me encontro muito bem?, comentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.