Rubinho cobra evolução em treino oficial e mira pontos

Embora tenha ficado apenas em 13.º lugar nos dois primeiros treinos livres do GP de Mônaco, realizados nesta quinta-feira no circuito de rua de Montecarlo, Rubens Barrichello afirmou que a Williams precisará mostrar evolução na sessão classificatória deste sábado, que definirá o grid de largada da próxima etapa do Mundial de Fórmula 1.

AE, Agência Estado

26 de maio de 2011 | 13h06

A escuderia ainda não somou pontos neste ano e amarga o pior início de temporada de sua história, mas o piloto brasileiro está confiante de que o jejum poderá acabar na corrida do próximo domingo.

"Nós trabalhamos diferentes componentes aerodinâmicos dos nossos dois carros hoje (quinta), o que significa que teremos muitas informações e um dia cheio amanhã (sexta) para analisar todos os dados que coletamos. Nós também testamos os (novos) pneus supermacios da Pirelli e acho que todos falarão coisas positivas sobre eles", disse Barrichello, que depois acrescentou: "Nós devemos imprimir um ritmo forte no treino qualificatório, mas nós queremos o mesmo para a corrida e marcar pontos. Obter um bom acerto para a corrida foi o nosso principal objetivo nos treinos de hoje (quinta)".

Já o venezuelano Pastor Maldonado, companheiro de Rubinho que surpreendeu com a sétima colocação no primeiro treino livre do dia, afirmou que o carro da Williams se mostrou mais confiável do que em outras ocasiões.

"Nós demos muitas voltas hoje (quinta), especialmente à tarde, e o carro pareceu consistente. Rubens e eu separamos as novas peças (utilizadas) no segundo treino livre com o objetivo de compará-las em condições semelhantes. Eu tive um novo assoalho e uma asa traseira padrão, enquanto Rubens teve o assoalho padrão e uma nova asa traseira. No momento, o novo assoalho no meu carro está funcionando bem, mas precisamos olhar os dados do carro de Rubens e então tomar a decisão certa (de acerto) para a classificação e a corrida", analisou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.