Rubinho consegue manter o otimismo

Apesar de tudo o que lhe ocorreu até agora, Rubens Barrichello imagina poder somar bons pontos neste domingo e ao longo das 57 voltas do GP do Bahrein - a terceira etapa do Mundial de F-1. Para estrear o modelo F2005 a Ferrari aceitou o risco de não ter peças de reposição. Como quebrou o câmbio sexta-feira e só neste sábado à noite (horário local) chegou da Itália um novo câmbio, Rubinho assistiu às duas sessões de treinos livres deste sábado de bermuda e camiseta. "Repararam o câmbio para aguentar, quem sabe, apenas a volta lançada da primeira classificação", disse."Nunca vivi uma situação dessas, de sair para a classificação sem ter praticamente treinado com o carro no circuito." Por isso ficou em 15º."Não passei para o carro reserva porque nesse caso eu teria de usá-lo também no GP de San Marino, dia 24, ou perder 10 posições no grid se correr com o novo." MASSA - Felipe Massa, da Sauber, comentou que das três etapas até agora, a deste domingo é a que mais tem possibilidades de manter um bom ritmo de corrida. Na primeira classificação obteve o décimo tempo. "Nosso carro está muito melhor que na Malásia, como não há nele nada de diferente, minha conclusão é que o circuito lhe é mais favorável." A TV Globo transmite o provável emocionante GP de Bahrein ao vivo, a partir das 8h30. Antes disso, às 4h30, horário de Brasília também, será disputada a segunda e decisiva sessão de classificação para o grid.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.