Rubinho diz que se Alonso não tivesse problemas lutaria pela vitória com Vettel

Rubinho diz que se Alonso não tivesse problemas lutaria pela vitória com Vettel

BAHREIN - A experiência acumulada em 19 anos de Fórmula 1 e 325 Gps confere credibilidade à avaliação de Rubens Barrichello. Agora como comentarista da TV Globo, o ex-piloto da Jordan, Stewart, Ferrari, Honda, Brawn GP e Williams afirmou, ao Estado: "Se o Alonso não tivesse enfrentado o problema com o DRS (flap móvel, destinado a facilitar a ultrapassagem), obrigando-o também a fazer um pit stop extra, estou seguro de que ele lutaria com o Vettel pela vitória".

Livio Oricchio/Enviado Especial, O Estado de S. Paulo

21 de abril de 2013 | 13h53

 

Os dois pilotos estavam na estratégia de três pit stops, com o uso dos pneus Pirelli macios na largada e depois apenas o dos pneus duros, de desgaste menor no forte calor do deserto onde se encontra o circuito de Sakhir.

 

O alemão da Red Bull não tive dificuldades para se impor, ganhar sem dificuldade e ampliar a diferença de 7 para 10 pontos na liderança do Mundial para Kimi Raikkonen, da Lotus, segundo colocado hoje. O tricampeão do mundo soma, agora, depois de quatro etapas, 77 pontos enquanto o finlandês, 67.

 

"A corrida foi difícil de ser entendida. Ficou claro que o Vettel estava com a vitória nas mãos depois do segundo pit stop (na 25.ª volta de um total de 57), por sair na frente do Kimi", disse Rubinho. "Naquele momento ambos passaram a ficar na mesma estratégia, pois teriam ainda um pit stop pela frente, mas Vettel estava na frente e com um carro de melhor performance."

 

O ritmo da Force India do escocês Paul Di Resta surpreendeu Rubinho. "Economizaram muito bem os pneus. O carro é bom."

 

O ex-piloto de Fórmula 1 comentou para o Estado ter gostado muito da oportunidade de ir para o meio da pista na sexta-feira, ver de perto o comportamento dos carros, depois poder assistir à classificação e à corrida dispondo de uma série de dados, enquanto a competição se desenvolve.

 

"Foi a riqueza de dados que essa experiência prática proporciona que me leva a afirmar que Alonso lutaria com Vettel. A Ferrari tem um grande carro. Mesmo com o DRS aberto, por suas voltas, o Alonso perdia apenas um segundo por volta. O tempo que você ganha em reta perde o dobro nas curvas com o DRS aberto."

Rubinho comentará mais nove etapas do Mundial para a TV.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.