Rubinho e Button com motores novos, mas sem punição

SÃO PAULO - O inglês Jenson Button e o brasileiro Rubens Barrichello vão disputar o GP do Brasil de Fórmula 1 com motores novos em seus carros na equipe Brawn GP, assim como outros cinco pilotos. Mas não há motivo para alarde: é o sétimo propulsor da temporada, dentro do permitido pelo regulamento (o limite é oito).

MILTON PAZZI JR., Agencia Estado

17 de outubro de 2009 | 13h48

 

Veja também:

F-1 2009 - tabela Classificação | especialCalendário

especialESPECIAL - Jogue o Desafio dos Pilotos

blog BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

blog SPF1 - Leia mais no blog do GP do Brasil

Os outros pilotos que correm com novo motor em Interlagos são a dupla da McLaren (o inglês Lewis Hamilton e o finlandês Heikki Kovalainen) e a da Ferrari (o finlandês Kimi Raikkonen e o italiano Giancarlo Fisichella), além da Force India do alemão Adrian Sutil. Todos estão no limite das trocas, o que evita punição.

Também aconteceram trocas de caixa de câmbio em cinco carros, avisam os delegados técnicos da FIA. Todas dentro do limite permitido. São eles: o japonês Kamui Kobayashi (Toyota), o alemão Sebastian Vettel (Red Bull), o japonês Kazuki Nakajima (Williams), o suíço Sebastien Buemi (Toro Rosso) e o finlandês Heikki Kovalainen (McLaren).

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP do BrasilRubinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.