Rubinho e Raikkonen podem ser punidos

Depois de declarar Ralf Schumacher culpado pelo acidente na largada do GP da Alemanha há três semanas e, em seguida, recuar e aplicar apenas uma multa ao piloto alemão, a FIA pode mudar de opinião mais uma vez. Só que agora, pode sobrar para o brasileiro Rubens Barrichello e o finlandês Kimi Raikkonen, os outros dois envolvidos no acidente. Nesta sexta-feira, eles deverão ser ouvidos por comissários da FIA que trabalharam em Hockenheim e é possível que também sejam responsabilizados pelos problemas no Grande Prêmio.Na primeira fase do processo, os comissários Nazir Hoosein (Índia), Radovan Novak (República Checa) e Waltraud Wuensch (Alemanha) consideraram Ralf Schumacher como único responsável pelo acidente ocorrido no dia 3 de agosto em Hockenheim. Com isso, ele acabou sendo punido com a perda da 10 posições no grid de largada no GP seguinte. A Williams, no entanto, recorreu da decisão. O Tribunal de Apelações da FIA acatou o recurso e transformou a pena em multa (U$ 50 mil).O organismo fundamentou sua decisão alegando que havia constatado que Raikkonen e Barrichello também tinham parte de culpa no acidente. Por conta disso, remeteu o caso para os comissários que trabalharam na prova.A expectativa é a de que, assim como Ralf, os outros dois também sejam punidos com multa.Os treinos para o GP da Hungria, a 13ª etapa do Mundial de F-1, começam nesta sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.