Rubinho espera vencer em Mônaco

Rubens Barrichello disse hoje que vai dar o melhor de si para vencer o GP de Mônaco de F-1, domingo, como forma de esquecer a vitória que lhe foi tirada pela Ferrari no GP da Áustria. Isso, porém, não significa que ele guarde algum ressentimento com o que ocorreu. Ao contrário: Rubinho afirmou que não compreendeu toda a polêmica e as críticas decorrentes da decisão da equipe em dar a vitória a Michael Schumacher no circuito de A1-Ring. "O que aconteceu na Áustria já havia acontecido com a Ferrari e com outras equipes de F-1??, disse Barrichello. Detalhe: a entrevista foi divulgada pelo site da Ferrari. O piloto brasileiro voltou a repetir que deu a vitória para Michael Schumacher atendendo a uma ordem da equipe e disse que a conversa entre o pessoal que estava no box e os pilotos aconteceu em tom calmo. "Sinceramente, preferia não ter recebido a mensagem (de deixar o alemão lhe ultrapassar), mas tudo ficou para trás. Vou para Mônaco pensando em fazer outra corrida maravilhosa. Estou confiante, sobretudo porque meus pais estarão lá para comemorar meu aniversário.?? Rubinho completa 30 anos na quinta-feira. A "estranheza?? de Rubinho com a enxurrada de críticas em conseqüência da decisão tomada na Áustria é compartilhada por Ross Brawn, responsável pela estratrégia da equipe Ferrari. Em entrevista publicada hoje pelo jornal alemão "Welt am Sonntag??, Brawn também disse que não entende o motivo de tanta celeuma. "Não entendo as críticas, porque Rubens e Michael recebem o mesmo material, nenhum deles tem preferência??, alegou o dirigente, aparentemente sem se preocupar com a repercussão da declaração. Até porque, em seguida, Brawn acabou se contradizendo: "Sempre que estiver em jogo pontos importante para o Mundial, seguiremos tomando decisões estratégicas. Se trata da Ferrari e do êxito da equipe??, justificou. "Enquanto a Ferrari tiver um piloto com mais possibilidades de ganhar o Mundial que seu companheiro, se beneficiará este piloto.??

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.