Rubinho já começa atrasado o GP

O GP da Alemanha começou para Rubens Barrichello como terminou a prova de Magny-Cours, domingo: difícil. O piloto da Ferrari era um dos escalados pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para a entrevista coletiva, às 15 horas (hora local), mas só chegou ao circuito de Hockenheim às 17h43. "Tivemos um problema no avião e não pudemos decolar do Faro (Portugal)??, explicou, visivelmente mal-humorado. Ele ainda não sabia. Mas a notícia era boa: Michael Schumacher confirmou que o carro reserva agora será ajustado para o brasileiro. Barrichello recebeu com indiferença: "Não muda nada.?? A imprensa italiana em especial aguardou o companheiro de Schumacher com alguma ansiedade. Desejava saber do piloto os motivos de ele não ir à festa da equipe pela conquista do título de Schumacher. "Decidi passar três dias no Faro, mas minha irmã (Renata), que estava comigo, voltaria para Lisboa e não pude ficar.?? Sobre as recentes declarações de Jean Todt e Ross Brawn, diretores da Ferrari, de que agora ele será a prioridade da escuderia, o piloto disse: "Sempre fui prioridade. Sempre tive o melhor da equipe. Não haverá nenhuma diferença, talvez apenas consigamos nos divertir um pouco mais agora que o título está definido??. Felipe Massa, da Sauber, sabe que precisa disputar uma boa corrida em Hockenheim. Apesar do excelente início de temporada, em que marcou pontos já três vezes, as muitas rodadas no GP da Grã-Bretanha, bem como o erro na largada e ao cruzar a linha de saída dos boxes em Magny-Cours apagaram um pouco o brilho de seu belo trabalho. Ao menos para Peter Sauber, sócio de sua equipe, que não escondeu sua insatisfação depois do GP da França. "Antes da corrida de Nurburgring (foi sexto), também tive dois resultados não muito bons. Eles fazem parte da F-1??, falou. "O que eu tenho de fazer é fechar os olhos para eles e olhar o futuro. Claro que não tenho como não pensar neles, mas penso muito em virar o jogo.?? Enrique Bernoldi, da Arrows, afirmou hoje não correr risco de não disputar a prova em Hockenheim - como aconteceu em Magny-Cours. "Desta vez não haverá palhaçada. A luva que usarei continua sendo a do mecânico que me emprestou, mas parece que há maior flexibilidade agora entre os sócios da Arrows.?? Mas Bernoldi pode ter uma novidade ruim já na próxima semana. Existe a possibilidade, não pequena, de Heinz-Harald Frentzen transferir-se para a Toyota já no GP da Hungria, dia 18. Nesse caso, a vaga da Arrows ficaria com um grande desafeto do brasileiro, o holandês Jos Verstappen.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.