Rubinho, o anti-herói brasileiro

O homem que amamos odiar é quase sempre, também, aquele que adoraríamos amar. Rubens Barrichello é um desses homens. Há vários contornos em sua história que sugerem a figura de um anti-herói, alguém sem os dotes normalmente atribuídos ao heroísmo e que, no entanto, atrai torcida justamente por isso. Parecem faltar muitas coisas para que ele triunfe; ao mesmo tempo, tal é o motivo por que seu triunfo é, inconscientemente ou não, tão esperado.Leia mais no Estadão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.