Rubinho: ?O vencedor da prova fui eu?

Na entrevista coletiva depois do GP da Áustria de Fórmula 1, neste domingo, Rubens Barrichello revelou que nada pôde fazer diante da ordem da Ferrari para que ele deixasse Michael Schumacher vencer a prova. ?A decisão foi do time. Assinei um contrato de dois anos e tenho que respeitar esse contrato. Mas acho que hoje o vencedor da prova fui eu?, afirmou o piloto brasileiro, que terminou em segundo lugar, diante das vaias do público, inconformado com a atitude da equipe italiana.Ao lado de Rubinho na sala de entrevista, Schumacher mostrou o mesmo constrangimento que teve na cerimônia de premiação, quando não quis subir no primeiro lugar do pódio e até entregou o troféu do primeiro colocado ao brasileiro. O alemão disse que a decisão foi da equipe e que não concordava com ela. Também fez questão de agradecer Barrichello por ter lhe dado a vitória.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.