Rubinho quebra e abandona GP Brasil

Não durou muito a alegria do piloto brasileiro Rubens Barrichello, da Ferrari. Após 16 voltas do GP do Brasil, ele liderava a corrida com o tempo mais rápido da prova, após ter largado em oitavo e realizado uma largada surpreendente. O alemão Michael Schumacher é o novo líder seguido de seu irmão Ralf, da Williams, e do italiano Jarno Trulli, da Renault. Felipe Massa, da Sauber, é o nono colocado. Ao contrário de Rubinho, Enrique Bernoldi, da Arrows, também abandonou a prova, mas retornou às pistas depois que os mecânicos consertaram o carro.

Agencia Estado,

31 Março 2002 | 14h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.